<$BlogRSDUrl$>

quarta-feira, dezembro 31, 2003


Termina mais um ano. Confesso que não me apetece dizer nada que seja habitual neste dia como, por exemplo, Bom Ano Novo, e prosperidade para o Ano que vem.
Nada de novo acontece depois do dia 31 de Dezembro. Há uma histeria colectiva que suborna o pensamento, e que leva, inconscientemente ou não, a tecer determinada verborreia acerca do ano que finda e do ando que vai começar.
Há dias um sem-abrigo da cidade de Lisboa disse "depois que eu nasci não aconteceu nada de novo". É verdade. Os dias sucedem-se aos dias, vivamo-los com as ferramentas que temos ou com aquelas que procuramos para modelar o instante da vida. Logo virá a aranha, altaneira, soberba, sábia no sentido da morte, colocar tudo no devido lugar.
Por isso, não brindo ao Novo Ano nem a ninguém especialmente.
Há dias. Hoje é mais um dia. Amanhã será outro dia. Lembro-me de Ausónio e de Horácio.

Carpe Diem



|

terça-feira, dezembro 30, 2003

Caros amigos

Não resisti à tentação de criar um espaço onde possa desenterrar a palavra e submetê-la ao mel da lâmina ou ao mais amargo fel.
A intenção de me prender ao fio da blogolândia é de puro e simples gozo.Como os «e-books», que já começam a perder a importância que lhes deram os arautos do fim do livro em papel, estou aqui para presenciar o fim deste «diário» estúpido de bits e bytes porque lhes auguro uma existência curta.

Espero que todos quantos visitarem este espaço de teias, fiquem para sempre enredados na seda aracnídea e que a saliva da aranha os submeta à mais perversa dependência da palavra enquanto lhe durar a vida.



Muito obrigado

|

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer