<$BlogRSDUrl$>

sexta-feira, janeiro 02, 2004


Pensavam que eu tinha desistido? Como assim? Sem mais nem menos? Sem ver quão inglória é esta actividade dos blogues? Não! Caros amigos! Ainda tenho veneno para destilar, teias para tecer e ficar no meu canto, de presas alerta para poder apanhar a próxima vítima.


no canto da sala
vou tecendo a minha teia -
zunem os mosquitos.

Neste Inverno tenho percebido uma coisa inusitada. Talvez não tão inusitada assim, uma vez que o tempo tem sofrido mudanças «terríveis» que fazem com que estes bichinhos gostosos para as minhas mandíbulas apareçam na minha sala e no meu quarto, apesar de temperaturas a rondar os 0 (zero) graus centígrados.

Eu cá os espero, tecendo, tecendo e tecendo. Um dia, depois de uma actividade febril em picadelas na carne suculenta, cairão na minha teia perfeita, como um espelho e, zaz! Nesse dia fará parte da minha dieta alimentar.

Sou uma aranha com uma certa idade e, como já perceberam, ainda estou aqui, no meu canto, após grandes e digestivas batalhas contra um batalhão de mosquitos pérfidos no seu labor sanguíneo.

O que a teia nos reserva?


| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer