<$BlogRSDUrl$>

segunda-feira, fevereiro 16, 2004



Clara! Claro! Só que, às vezes, tanta claridade, cega. Na sua frase eu tiraria o substantivo comerciante e a frase ficaria assim: os que não são e querem ser o que não são? . Deixaria a tristeza para outras coisas bem mais consentâneas com alguns graus de tristeza. Por exemplo: porque é que a senhora Simone de Oliveira está em todos os canais de televisão, ultimamente? Não há gente bem mais interessante, jovem, na mesma profissão que a senhora tem, para nos dar outra(s) visão(ões) do panorama musical português? É uma pessoa que faz parte, quer queria ou não do establishment que tem que dar opinião? Ora, meus amigos, é por isso que este quadrilátero mal engendrado não passa da cepa torta. É por isso que se levantam vozes, umas com base histórica, outras de uma forma soez, que seria bem melhor que fossemos governados pelo palácio de Moncloa.

Quando aparece alguém contra o sistema, seja o das academias, das universidades, das escolas, há sempre alguém a dizer que os outros querem ser o que não são.

Isto é um país de burros, digo eu; Jorge de Sena foi mais longe; isto é um país de sacanas.

Digo.


| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer