<$BlogRSDUrl$>

quinta-feira, fevereiro 12, 2004



Lá vem o veneno cair no rosto dos incautos.
Então, não é que as marabuntas e os quissondos já se perfilam com as mãos cheias de €uros para pagarem principescamente ao Sr. Carlos Cruz os livros de memórias que ele, dizem, estar a escrever na prisão? Este rectângulo é um Circo, panem et circencis para o Zé Pagode se ir entretendo. São contas de rosários que o povo vai tecendo para não perder o hábito: da má formação; da péssima informação. O Zé precisa de entretenimento para não pensar nos salários fracos, no encerramento fraudulento de empresas, na fuga de empresários para as ilhas do Pacífico, nos cargos de elemetos do PCP em empresas municipais, pagos como se fossem marajás das índias, com carro, condutor de serviço.
Até se enriquece na prisão, caros amigos! Constroem-se ídolos de areia a qualquer preço. Agora é uma carta de Ritto, depois são as memórias de Cruz. No meio sai mais um livro de Margarida Rebelo Pinto com idas a todos os canais de televisão. Vai-se à televisão para ser famoso; é-se famoso e vai à televisão. Sic transit gloria mundi.
Razão tem o poeta Herberto Helder em não querer o busto no Jardim dos Poetas.
Como eu prefiro o Inferno!



| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer