<$BlogRSDUrl$>

segunda-feira, março 01, 2004



O sexo dos anjos

Nunca, como agora, se discute tanto o sexo dos anjos. E essa discussão tem sido o remédio para a pequenez da mentalidade que reina sobre este povo apático - não é de hoje esta apatia - que vive a fazer cócegas numa bola de futebol como se fosse o róprio umbigo. Posto isto, vejamos:
- Alguém já percebeu o que é a despenalização do aborto? Alguém já percebeu o que é a descriminalização da mulher, sobre o aborto?
Santa ou diabo de paciência! Descriminaliza-se ou despenaliza-se? E o que é isso de despenalizar o aborto? E o que é isso de descriminalizar a mulher? Será que «eles» falam português e eu não percebo nada da língua que falo desde que nascí? Será que eles falam por metonímias, eufemismos e eu não percebo nada dsso?

Ora, caros leitores, à falta de decisão política, seja ele o instituto que é Freitas do Amaral, seja ele o instituto que é Cavaco Silva; seja ele o instituto que é o Bloco de Esxquerda, Partido Socialista, Comunista ou Social Democrata - à falta de decisão política, dizia eu -, afunila-se de tal modo a questão que fazem com que os juízes não apliquem a Lei prevista no Código Penal.

Eu, meus amigos, não sou a favor nem contra o processo abortivo, para que não restem dúvidas quanto ao meu pensamento.

Os juízes, não aplicando a Lei, deliberam de uma forma «politicamente correcta» e não enviam as mulheres para a prisão. É o descrédito total

Os políticos não conseguem resolver um problema tão simples. Se calhar, por ser tão simples é que lhes cegam os olhos e ficam com a mens captio tornando-se verdadeiros mentecaptos.

O aborto, prática usual e comum desde as comunidades antigas, é uma forma de não querer filhos indesejados e hoje, adicionando, um modo de não querer fazer nascer homens e mulheres que ficarão, para sempre, com anomalias irreversíveis que nem o amor paternal consegue minorar.

A educação, informação e formação é que são essenciais para diminuir as práticas abortivas. Para além disso, que se legisle para que o aborto seja asséptico, praticado nos hopitais e regulado pelo Sistema Nacional de Saúde. O resto é puro divertimento e um insulto intelectual às pessoas de bem e que gostariam de ver este problema resolvido o mais breve possível. Legislando ,adequadamente
sem referendos.

estatueta

tocas na estatueta como se
percebesses o tempo no aceno subtil
de desenhar a forma

o rosto os braços as flores na mão

reflecte o sorriso sereno
feito no barro
com a pena de um pássaro

e hoje sempre que fito na estante
a estatueta velha o teu gesto
acaricia os lábios do poema
alisa o pelo do gato comum

deixo a torneira da cozinha aberta

ao som da água fixo o tempo a olhar
as coisas.


josé félix




| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer