<$BlogRSDUrl$>

quarta-feira, abril 28, 2004



















"O grito"de Edward Münch




suspenso na tarde
o grito de münch.

quanto dó ravina
os braços, as pernas,
as entranhas, sim,
numa explicação
que as próprias palavras
ficam desenhadas
noutra lavradura.
no peito e nos lábios
sinal doloroso
- mais forte no olhar -
que transporta a dor,
a pequena luz,
um sopro inventado
na sombra dos cílios,
enquanto a canalha
assiste à lembrança
de um pequeno gesto
plantado no tempo.

silêncio do grito
na cor da memória;
corte de agonia.

José Félix
27.04.2004


| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer