<$BlogRSDUrl$>

domingo, maio 30, 2004



No dia 13 de Junho, dia do santo casamenteiro, vai haver a maior abstenção da história da jovem democracia portuguesa, para a eleição de deputados ao Parlamento Europeu.

A abstenção não é devido à leitura ou à propaganda da leitura do livro do Nobel José Saramago: o Ensaio sobre a Lucidez. O abstencionismo galopante deve-se, principalmente, à actuação dos políticos, cuja arte no governo da coisa pública fica aquém das espectativas de quem foi chamado a votar, obrigatoriamente, nas pessoas impostas pelos partidos políticos, que escolhem sem consulta das bases os membros que querem ver eleitos para umas férias prolongadas em Bruxelas ou Estrasburgo, salvo raríssimas excepções.

Bom! Eu não voto! Nunca votei! Não dou o meu voto de confiança a nababos cujo salário mensal é um autêntico insulto à pobreza que existe neste país.

Até mais morder!


| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer