<$BlogRSDUrl$>

quinta-feira, julho 22, 2004


O meu veneno

Leio a Odisseia de Homero com prazer redobrado. A leitura desta obra ao meio século de idade tem outro sabor. A tradução de Frederico Lourenço que os Livros Cotovia deu a lume é de uma qualidade irrepreensível.
Cabe ao leitor, se quiser, e ao poeta em particular, fazer algumas desconstruções da leitura que faz, brincando com as ideias de antes e com as ideias de hoje. Daí ter nascido este poema.

penélope

no ponto da toalha folheia o tempo
de cruz por três navega náufragos na linha
da praia lícia

ulisses perde-se em lisboa no bairro alto
dando boninas brancas a uma graça
de mulher com o rosto da manhã

atena de olhos garços leva-o nas águas
para a nascente

caía a tarde no olhar franzino de penélope

josé félix




| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer