<$BlogRSDUrl$>

domingo, outubro 03, 2004

O meu veneno

Continuo a deliciar-me com a política à portuguesa: o Engenheiro José Sócrates diz que vai votar contra o Orçamento do Estado «se». É um delírio!

O ministro da Cultura não existe; o ministro das Cidades tem andado a visitar outra região da Grande Espanha; o Primeiro Ministro foi até Nova Iorque e cortam-lhe na casaca. Desde Cavaco Silva que cada vez mais ninguém se lembra dos rostos dos ministros que compõem os Governos. Se é que existem! Parece que o único ministro e o único ministério que existe é o da Defesa. Isto é mau, muito mau!

É um país em férias, constantemente. Por que não chamar um grupo de gestores estrangeiros, pagar-lhes bem para gerir esta grande empresa de serviços que é Portugal, uma vez que os técnicos nacionais não são capazes de a gerir?

a urgência da flor

tenho a urgência da flor
na libertação do pó
e na água renascida
a cada instante.

tenho a marca da navalha
da manhã morta na aurora
do sangue doce o desejo
de um fio de seda pura

colado no corpo em espera.
urgente é o traço da noite
na linha crepuscular

do bater de cílios quando
cavalga na luz a sombra
do homem abandonado.

inédito de José Félix
01102004





| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer