<$BlogRSDUrl$>

domingo, dezembro 19, 2004


O meu veneno

Este país, para ser um país estável, só necessita de ficar parado. Estático, à espera que os outros façam por nós aquilo que deveríamos fazer. É uma beleza.

Há dias ouvi um professor americano, numa Universidade portuguesa, dizer que Portugal é o único país da Europa que está a ser colonizado. Aceito a aculturação porque sempre a houve entre povos que convivem mais de perto, e mais, ainda, devido à globalização dos sistemas. O povo absorve praticamente tudo aquilo que é mau dos países que influenciam este país: muitas novelas que não reflectem a realidade social no Brasil, onde a história de muitas histórias é um novelo cor-de-rosa onde o rico fica menos rico e o pobre ascende a uma classe mais elevada; novelas que transmitem a ideia de que os sacanas não o são tanto, e a bondade, esse conceito sublime, é tratada de uma forma vaga. Dos países de leste também vem uma certa influência negativa, não aproveitando este país aqueles que chegam da Ucrânia, da Rússia, da Roménia, por exemplo, com elevados graus académicos e um «conhecimento» superior em algumas matérias que bem poderiam ser um valor acrescentado na matéria social portuguesa.

Todos sabemos que esses indivíduos estão melhor preparados nas matérias que cursaram e exige-se-lhes que façam exames estapafúrdios para as respectivas equivalências. Um exemplo gritante, focado nas televisões, são os alunos desses países, do Ensino Básico e Secundário, que têm notas elevadas em quase todas as matérias e, pasme-se, notas elevadíssimas na disciplina de Língua Portuguesa.

E mais não digo.

do outro lado da fala

do outro lado da fala
a infância é um duende
na exploração dos pássaros.
caminha sub-reptícia
no segredo das árvores
acariciando ecos
suspensos como frutos
que vão caindo, ou perdem-se
no sabor da linguagem
feita literatura.
é aí que se revive
a cor das plantas íntimas
a sombra dos objectos
e até a ressonância
dos nomes que não moram
nos corpos que vestiram.
do outro lado da voz
a língua é um desejo
no halo de um sol de bruma.

josé félix



| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer