<$BlogRSDUrl$>

segunda-feira, junho 06, 2005


O meu veneno

Quanto custa ao poeta o seu poema fiar?
− Como estamos na Teia, eu digo que custa o tempo que uma aranha demora a tecer a sua teia: com persistência, cuidado, técnica, labor, para que o leitor mergulhe, irremediavelmente, nos fios e se deixe entretecer pela poiesis, pela palavra primordial; o ethos, o loghos, o pathos; o costume, a experiência, o conhecimento, nos seus sentidos estritos e latos.
Dependendo da sintaxe poética, do discurso próprio do poeta, e do carácter formal do poema, interno e externo, ou seja, a forma e a fôrma da colecção de palavras, frases e textos, assim se vão cruzando os fios da teia, conforme vão sendo superados os obstáculos que aparecerem na ramagem da árvore.
Quanto custa ao poeta o seu poema fiar?
Custa uma dor; do criador ou da que vem da operação da palavra escrita. Custa um acontecimento, um olhar, um choro, um sorriso, uma arma, um parto, uma criança, um velho, uma morte, uma tela, um dedo, uma mão, duas mãos, um feixe de luz, a sombra, a escuridão.
Custa a própria desgraça; a real, a surreal, a inventada. Custa a hipérbole de um grito. Uma maré. A navegação de um transatlântico, um barco de papel num charco. O pedido de uma estrela à mãe. O colo materno até que o veneno o transforme em proteínas de bactérias e vermes.
Quanto custa ao poeta o seu poema fiar?
Não custa nada! Às vezes, basta uma flor solitária no meio das ervas. Um amor escuso. Uma pergunta. Uma pergunta simples!

se visse deus

se visse deus por aí, numa ruela
qualquer, perdido em doses de heroína,
não sabia dizer-lhe uma palavra
que fosse, de conforto ou de despeito.

claro, não passaria despercebido
devido ao caso inusitado de
um deus que resolveu dar um passeio
pela cidade que é dele, e mais,

com um desprendimento filosófico
e quase misantropo de quem sabe
ter o mundo a seus pés, de barro feito.

satanás é um ser mais que perfeito;
não impõe regras, nem sequer comandos.
o livre arbítrio, sim, é que vem dele.

por isso é que não se sujeita o homem.

josé félix


| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer