<$BlogRSDUrl$>

terça-feira, agosto 16, 2005

O meu veneno

Dois considerandos:

1.
Na primeira página do semanário Expresso, no último fim-de-semana, vem uma fotografia com os membros do Governo português e os respectivos graus académicos: noventa por cento são Professores Doutores.

Os senhores professores são péssimos docentes ou os alunos não aprendem nada.

2.
Numa manhã solarenga, ao passear pelo casario da "branca noiva do atlântico", a Fuseta, ouvi um velho pescador comentar para um camarada (é assim que os pescadores se tratam uns aos outros) à porta da Sociedade, o seguinte: "antes não podíamos falar porque éramos presos; agora falamos mas ninguém nos ouve".

terceira margem

escrevo da terceira margem
onde a palavra presa no pecíolo
abre a pétala e no capítulo
um beijo de pólen desliza
pelas nervuras até à bainha
saborerando o idioma
da abelha que sossega o mel
no poiso táctil lábil
de quem espera a morte.

josé félix, Geografia da árvore(a reinvenção da memória), Múchia Publicações, Lda, Col. Poéticas de Lav(r)a, Funchal, 2003


| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer