<$BlogRSDUrl$>

quarta-feira, setembro 21, 2005

O meu veneno

Imediatismo - a imunidade do lixo

"A mim já nada me surpreende", disse o dirigente do Partido Socialista Francisco Assis sobre a candidata à Câmara de Felgueiras, Fátima Felgueiras, que regressou do Brasil e se apresentou às autoridades portuguesas.

A mim também já nada me surpreende, e acrescento que não espero nada da Justiça, ao contrário do douto dirigente, viperino, na questão de Felgueiras.
No país da impunidade, o regresso de uma arguida num processo, acusada de 23 crimes, 11 dos quais de corrupção passiva, peculato e abuso de poder, é notícia imediata. A Rádio Televisão Portuguesa gasta cerca de 30 minutos do seu Jornal a falar de Fátima Felgueiras como se o país se resumisse ao umbigo daquela Autarquia, e ao ego de todos os acusados de corrupção e abuso de poder deste país.

É pena! É deles que o povo gosta porque, além de corromperem, e se deixarem corromper, fazem algumas obras nas localidades que dirigem, beneficiando as populações que lá vivem, mesmo havendo sacos azuis e de outras cores, com o beneplácito dos respectivos partidos a que pertencem.

Assim vai o mundo português.

sob as mãos
a voz nasce plena

Xavier Zarco

no outro lado da voz desliza
a água

é a minha mãe
que me vai ensinando
a forma ronda do burgau

nas mãos, iguais às minhas,
vou colhendo
ecos no silêncio, quase

josé félix in o outro lado da fala

| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer