<$BlogRSDUrl$>

domingo, novembro 27, 2005

O meu veneno

Hilariante!

É hilariante o modo como a Europa está a encarar a «passagem de aviões da CIA» em seu território. Cinismo e hipocrisia quanto baste.
Fiquei a saber que a CIA tem aviões, com marca e matrícula próprias, que informam a nacionalidade dos passageiros, e dizem, para consolo dos europeus, da qualidade dos mesmos: terrosistas ou não. É a eficiência da contra-espionagem europeia.
A Europa não transporta terroristas de um lado para o outro; não há terroristas no continente europeu, e as explosões de Madrid e Londres foram fabricadas em hollywood. Perdão, isso seria uma ingerência nos assuntos cinematográficos norte-americanos. Foram, sim, produzidas nos estúdios da Cinecitá, em Roma, ou na Índia para ficar mais barato.
É evidente, caros leitores, que a CIA, agência global de informação e uma central de inteligência, combate tudo aquilo que vai contra o sistema norte-americano e os seus interesses políticos e económicos espalhados pelo planeta. E daí? A Europa não tem memória? Esquece-se da sua própria história?
A Europa tem sido incapaz de resolver os conflitos dentro das suas fronteiras, apelando ajuda aos norte-americanos sempre que lutam entre si.
Se os aviões passam por Lisboa, Madrid, Paris ou Londres, qual é o problema? Será devido à passagem desses aviões que a Al Qaeda ataca comboios e autocarros na Europa? Ou será devido à hipocrisia e ao cinismo dos dirigentes europeus que jogam sempre com um pau-de-dois-bicos, quando se trata do relacionamento com o Médio-Oriente e com os países árabes?
Por um lado querem aqueles países, de um momento para o outro, abraçados à democracia judaico-cristã quando vivem há milhares de anos subjugados à Sharia ; por outro lado querem o petróleo e combustíveis naturais que esses países têm no subsolo e nos seus mares, cedendo cumulativamente aos interesses menos próprios dos dirigentes religiosos islâmicos.
Tanto faz que os aviões norte-americanos, que dizem ser da CIA, passem pela cidade do Porto, pelas Canárias ou por Madrid. Não é essa a questão de fundo. E bater nessa tecla só revela falta de bom senso quanto à questão do terrosrismo global que assola tanto a América como a Europa, velha e descredibilizada, cínica e hipócrita, que mais não faz que apanhar sobre a cabeça as gotas de saliva que deita para o ar.
A política norte-americana é boa? A política norte-americana é má?
Uma coisa é certa. Para o bem e para o mal sabe-se o que pensa os EUA. Na Europa ninguém sabe o que se pensa. Não há direcção nem rumo quanto às questões mais prementes, principalmente sobre o terrosismo
É hilariante. Portugal diz que se diz que o país tal disse que outro país, que outro país, que outro país, que outro país, etc.
É tudo eventual, e os norte-americanos surdos e mudos qual caravana, vão passando...

paronímia

penduro-me nos ossos.
carregam a paronímia
da carne envelhecida na margem dos rios —
passagem a vau das quatro estações.

procuro a outra margem longe
na água coada pelas areias
onde o eco é permanente.

josé félix

| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer