<$BlogRSDUrl$>

sábado, julho 29, 2006

no restaurante chinês

um dia quando for para xangai
vou esquecer-me da palavra saudade.
levarei o mar, a solidão imensa
de um restaurante chinês na linha de sintra
uma conversa com frases intrometidas
sobre o neve shalom a wahat al salam
num poema com o cheiro a morte e a pólvora.
se o peito aguentar a dor estranha
e os olhos não pedirem a clareza do sol
vou passar a leveza do resto dos dias
a encontrar-me com bashô a ouvir
o coaxar das rãs nos charcos permanentes.
hei de parar quando a folha regressar à árvore
isto se um dia for para xangai.

josé félix

| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer