<$BlogRSDUrl$>

terça-feira, outubro 03, 2006

O meu veneno

O espírito da Revolução Francesa de 1789

O conflito ideológico entre o mundo muçulmano e o mundo judaico-cristão está a pôr em causa os princípios por que se rege hoje o mundo ocidental(?) A fraternidade, a igualdade e a liberdade, principalmente esta, são conceitos cada vez mais questionáveis e questionados, mesmo pelo dito mundo ocidental. Vejamos!
Em nome de não se sabe bem o quê, o governo alemão não permitiu que a ópera de Mozart Idomeneo fosse representada em Berlim porque na parte final aparecem decapitadas as cabeças de Poseidon, Buda, Cristo e Maomé. Não se representou para não ferir(?) o sentimento muçulmano.
Numa aldeia espanhola onde a tradição queima a figura de Maomé, a população resolveu não representar o acto por o considerar como indo ferir o sentido dos muçulmanos.
Regressámos à filosofia de esquerda dos anos setenta, no auge da guerra fria, quando se dizia que «mais vale ser vermelho do que estar morto». Assim se manda às favas o espírito da Revolução Francesa, o orgulho dos europeus. Daqui até andarmos todos de véu no rosto e fazer a excisão do clitóris vai um pequeno passo.
Os europeus não aprendem.

6.

caem as primeiras chuvas de outono
os pardais recolhem-se nas copas das árvores.

com o peso do pó
piso o pó do caminho.

as marcas dos passos
vão com o vento entre a folhagem.

josé félix vagabundagem (folheando os dias)
um tributo ao poeta chinês do século VII Han-Shan

| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer