<$BlogRSDUrl$>

segunda-feira, novembro 27, 2006

O meu veneno

TLEBS

Para quem não sabe, TLEBS é a Terminologia Linguística para os Ensinos Básico e Secundário. É um instrumento que alguns linguistas e professores da Associação de Professores de Português desenvolveram para designar, descrever e instituir factos da língua portuguesa.
Sabe-se que a língua, e a portuguesa é falada por mais de duzentos milhões de pessoas que vivem em territórios os mais variados, é uma coisa viva e sofre de aculturação de toda a espécie. A língua portuguesa fala-se não só em Portugal como se fala no continente africano, no continente americano, e na Ásia.
Assim, discordo do condervadorismo de Miguel Sousa Tavares quando ao emprego de algumas designações (ele deu o exemplo do nome contável não humano «cão», segundo a Tlebs ou substantivo comum concreto masculino do singular segundo a NGP, Nomenclatura Gramatical Portuguesa que vigora desde 1967). Concordo com o Miguel de Sousa Tavares no que se refere a que seria melhor arranjar termos mais fáceis de memorizar e bem mais simples de explicar)
Há aspectos interessantes na Tlebs mas também penso que poderiam ter aproveitado muito da NGP.
Não são os linguistas que fazem ou criam a língua. É o povo, no seu dia-a-dia, através da comunicação com os outros que falam a mesma língua e com os outros que falam uma língua diferente, que vão criando palavras novas, monossémicas e/ou polissémicas, devido à aculturação.

a casa é a fábula da infância.

josé félix in teoria do esquecimento

| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer