<$BlogRSDUrl$>

quinta-feira, janeiro 18, 2007

luz ou sombra


não há mãos quando a morte sobrevém.
a palavra, o esqueleto da linguagem
ganha formas bizarras no caminho
da vida carpideira, com a imagem

do sol inatingível cocegando
o rosto que da sombra tira luz
bebendo a parca sede que lhe resta
do fio de água que já não conduz.

na escuridão da fala não há nomes
nem há figura de estilo que valha
que sobreviva a tanta quietude.

é que morte é simplesmente morte.
até de um corpo belo de desejo
não há mais do que ter esta atitude.

se é luz ou se é a sombra dela.

josé félix in teoria do esquecimento

| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer