<$BlogRSDUrl$>

quinta-feira, abril 19, 2007

O meu veneno

A desconstrução ─ reconstrução de um mito: a tradição já não é o que era

Era uma vez no reino dos animais onde todas as espécies viviam em harmonia. Havia uma montanha muito grande que quase chegava às nuvens. Todos os dias vomitava fumo que causava uma bruma estranha em redor até à beira da água do mar onde viviam as muitas espécies de peixes que brin cavam nas ondas bravas.
Um dia um áugure começou a apregoar uma notícia estranha:
─ " A montanha sopra fumo eternamente. Um dia vomitará fogo com tanta força que sairá de dentro dela um monstro que crescerá, crescerá, crescerá, saindo dela, e ficará maior do que a montanha."
Os animais foram crescendo e morrendo, deixando gerações de outros animais agarrados àquela tradição e viviam em constante sobressalto à espera que o grande monstro saísse da montanha.
Um dia aconteceu. A montanha começou a cuspir fogo que chegava a centenas de metros acima do cume. Os animais, apavorados, encolheram-se, agacharam-se e enconstaram-se todos uns aos outros para dar a ideia de terem uma força maior do que aquela que tinham.
De repente, a montanha deixou de cuspir fogo e fez-se um grande silêncio. O silêncio durou poucos segundos.
Um urro grande ventou sobre os animais e, para espanto de todos, saiu daquele enorme buraco uma ratinho minúsculo que tinha uma boca que chegava ao rabo e fugiu espavorido perante a admiração geral.
Os animais, todos sem excepção, riram às gargalhadas e fizeram uma festa de arromba com as economias que tinham feito durante centenas de anos e por várias gerações.
A tradição rompeu-se e os animais recomeçaram a viver felizes.

josé félix

| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer