<$BlogRSDUrl$>

sexta-feira, maio 16, 2008

"às vezes, sim significa não"[1]
josé luís peixoto



eu tenho a certeza de que sim;
morro para a maioria das pessoas
e até para os meus amigos de infância
cuja adolescência e vida adulta
colocam na sombra da memória
o nome próprio, atrás do espelho.

uma fisga, uma palavra, uma expressão,
uma frase, as mãos nos bolsos, às vezes vivem-nos
para nos morrerem no segundo seguinte
tal zapping do comando do televisor.

por isso, a vida vale o que querem
que os outros valha;
há mortos com importância nos vivos
e vivos sem a importância dos mortos
a vaguear fantasmas e fantasias nas paredes das casas.

eu tenho a certeza de que não vivo
para a maioria das pessoas
e até os meus amigos de infância
quando me vivem
sou a sombra da morte crescida
no meio do autoclismo urbano.

os outros, os inimigos,
são uma invenção das circunstâncias.

dizer sim é tão fácil como dizer não.

josé félix
2008.5.16


[1] in revista "visão" de 2008.5.15

| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer