<$BlogRSDUrl$>

domingo, junho 15, 2008

O meu veneno

Os desígnios nacionais

Portugal é um país que sobrevive à base de desígnios nacionais. Não! Não me venham com a história de que "lá está aquele a falar mal do país". Ora, se é verdade que Portugal é um país de desígnios nacionais, porque não dizê-lo à boca cheia? O desígnio nacional começou logo na batalha de São Mamede, no dia 24 de Julho de 1128, quando D. Afonso Henriques afrontou D. Teresa, sua mãe, e o galego Fernão Peres de Trava, pela posse do Condado Portucalense. Houve outro desígnio nacional, em 1637, com as Alterações de Évora , culminando na Restauração em 1 de Dezembro de 1640 e a defenestração de Miguel de Vasconcelos. A partir daí, os desígnios nacionais passaram a ser outros.
Presentemente, o grande desígnio nacional é ver a selecção portuguesa de futebol atingir a final no Euro 2008. Já foi um desígnio nacional no Euro 2004, no mundial de 2006, e será um desígnio nacional nos próximos campeonatos europeus e mundiais de futebol. Não é um desígnio nacional ensinar o hino nacional às crianças que estudam no Ensino Básico. Não é um desígnio nacional respeitar a Bandeira Nacional. Não é um desígnio nacional respeitar os professores e os idosos. Não é um desígnio nacional compilar livros escolares sem erros e outra falhas graves no campo pedagógico.
Lembremo-nos, como disse Jorge Luís Borges e parafraseando-o:"são só 11 jogadores de Portugal que jogam com 11 jogadores de outro país qualquer; «jogam com», não «jogam contra».
Tão simples quanto isso!


in memoriam
de cecília meireles


tenho um navio de sonhos
que carrego no meu mar,
escapa-se-me entre os dedos
na intenção de naufragar.

no meio da tempestade
o meu corpo de degredos,
na espuma da água, na ilha,
vão todos os meus segredos.

após forte ventania
e do barco baloiçar
adormeço só na areia
molhando-a de magoar.

assim perco o meu cruzeiro,
aumentando o meu tormento;
aguardo que os ossos levem
tudo para o esquecimento.

sonho, navio, desejo
tudo fica a marear
no silêncio, calmaria,
morrendo ao leme estelar.

josé félix

| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer