<$BlogRSDUrl$>

quinta-feira, janeiro 01, 2009

2009

Pois é, caros amigos e leitores. Começou o ano de 2009, chamado também de Ano Novo e de Bom Ano.
Todos sabemos que de novo não tem nada. Acordei hoje de manhã e o início do ano de 2009 é precisamente igual ao fim do ano de 2008: nevoeiro, com chuva; o mesmo primeiro-ministro e ministros das diversas pastas. Temos o mesmo Presidente da República e os jornais dizem todos as mesmas notícias. As televisões focam o mesmo problema com os esquerdistas complexados a beijarem o cachecol palestiniano.
Os bancos continuam a ter os avales do Estado com o beneplácito dos cidadãos contribuintes e cada vez mais pobres para alimentar a avidez dos cada vez mais ricos banqueiros.
Enfim, tudo na mesma: o país, cada vez mais apodrecido pelas políticas ineficazes, dorme o sono dos injustos porque sente-se incapaz de pegar no bastão.
Resta-me agradecer àqueles que tiveram a bondade de visitar este espaço, e, com os comentários que fizeram, deram o seu contributo para a abertura possível e discussão das ideias.
De bom o ano de 2009 também não se prevê que o seja: vai aumentar o desemprego, vão aumentar as tensões sociais e o país vai ficar mais triste do que é.
É o país do fado!

flores visitem os teus dedos
delas nascendo frutos!
francisco coimbra




num jardim, em córdova
deste-me os teus olhos
para ver as flores.

tinham a substância
da fala menor
e a melancolia
dos teus longos dedos
─ é o eco dos frutos ─
veio para mim
limpo nascituro
no início da luz.

é, talvez, por isso
que no teu olhar os
frutos nascem cedo.

josé félix

| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer