<$BlogRSDUrl$>

quarta-feira, março 04, 2009

Intermitência


O fogo, a remissão da palavra
que aquece e esfria
no sopro dos lábios;
o tronco rubro da fala no trote
da égua que fustiga o vento.
É um cigarro a vida que queima
na lâmina do caminho;
roble de cinza sob e sobre a semente
que grada no eco de um grito.
Que margem resta na folha subtil
onde arde a nervura da escrita ─
alavanca da memória que castiga o corpo,
a flor dos olhos─, e na paciência da mágoa
o velho e o menino têm o rosto comum?

José Félix

| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer