<$BlogRSDUrl$>

terça-feira, junho 09, 2009

A censura anda à solta


No dia 16 de Dezembro publiquei um soneto que é uma descrição ecfrástica de uma fotografia nos sítios Escritartes e Luso-Poemas.
A fotografia foi (não sei se ainda lá está) publicada de modo público naqueles sítios da Rede e ela suscitou-me a écfrase no soneto indo buscar o meu saber e conhecimento para realçar alguns aspectos daquela fotografia.
Um dos associados, neste caso no sentido feminino, começou uma altercação desejando que a fotografia fosse retirada do poema bem como o respectivo nome. Eu não sei se a denominada "helen de rose" é mesmo a proprietária deste nome ou se é, como acontece milhões de vezes, um avatar, uma alcunha, um pseudónimo. Procurei na Rede e verifico que aquele nome é tudo menos pertença da denominada "helen de rose" que, penso, é um cognome retirado das práticas para-esotéricas chamadas de auto-conhecimento e que levam a denominação de "Rose" como o método "DeRose" de yoga.
O poema, conforme os leitores podem verificar, não insulta, não insinua, e é, tão só, uma descrição literária de uma fotografia e não da pretensa dona da fotografia.
A denominada "helen de Rose" ameaçou a Administração dos dois sítios e eles fizeram como Salomão: expulsaram a utilizadora dos sítios e apagaram o meu poema num acto atentatório das liberdades, garantias e direitos que prevalecem neste país, segundo a Lei Fundamental, apesar de, por exemplo em Escritartes, no ponto 1.1 do regulamento do sitio dizer que o lugar é plural, na altura de registo.
De imediato pedi o cancelamento do meu perfil e requeri que apagassem todos os meus textos.
Entrei com outro perfil para informar a Administração acerca da denominada "helen de rose" e as patranhas que utiliza na rede e, até agora, não recebi qualquer informação, isto depois de terem devassado a minha caixa de correio, tendo visionado como o "Grande Irmão" as mensagens que dirigi a outros membros.
Trinta anos após a revolução de Abril, a mentalidade de Salazar ainda perdura em muitas cabeças, mesmo que essas cabeças tenham nascido após a revolução.

José Félix

| |

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

AddMe.com, Search Engine Optimization and Submission Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com






br>


referer referrer referers referrers http_referer